domingo, 12 de agosto de 2018

VASCO DA GAMA, GANGORRA SUBTERRÂNEA




    Perder parece ser a sua sina.

    E quando vence, dá em fracasso.

    Ultimamente, marca passo.

    Mais para a frente, a ruína.



Nenhum comentário: