quarta-feira, 29 de agosto de 2018

EVANDER, O 10



 
  E o Vasco emprestou o Evander para um time da Dinamarca, com opção de compra. Isso significa que nenhum dos técnicos que passaram ultimamente pelo clube consideraram o craque merecedor de espaço na equipe titular. Parte da torcida, talvez a mesma que tem feito o Vasco perder craques ano após ano, pegou no pé do rapaz. O Paulo Vítor também saiu, mas para a Espanha.

   Alguma dúvida sobre o motivo de o time do Vasco ser motivo de chacota? 

   O Evander realmente não está à altura do atual time vascaíno. (Não sou parente, amigo, conhecido ou o que seja do Evander.) O Evander está muitos furos acima. E, pensando bem, será melhor pra ele manter distância de São Januário. Estou certo de que não volta. É mais um que o Vasco perde de graça, mesmo que venha a receber algum, será de graça.

   O Evander é craque, joga um futebol vertical, objetivo; chuta bem de fora da área e quando entrou no time, junto com Paulinho, o Vasco obteve grandes resultados, respirou por conta própria no Campeonato Nacional e fez bonito no Carioca. Agora, o Evander vai sumir por uns tempos da mídia e reaparecer, quem sabe, num grande time europeu. É o que pressinto.

   Enquanto isso, o Vasco se especializa em abrigar rebotalhos. Bacalhau é bom, mas em pratos quentes e bem preparados. De resto...

 
    

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

RETRATO DO BRASIL



   Assim: me distraio com as ocupações cotidianas e quando abro a web deparo com a notícia de que Valdir Bigode vai montar o Vasco no sistema 4-1-4-1.
   Releio a notícia com cuidado. Fala da barração de Andrey, destaque das últimas partidas, e da escalação de Maxi Lopes, recém-contratado. Coisa recente, concluo. Sim, da hora, constato ao ver a data no alto da página, hoje, 17 de agosto.
   Oxe, resmungo, o treinador não era... não era o... quem mesmo?... porra, houve um tempo que a gente sabia a escalação do time de cor e salteado. Hoje não sabemos nem mesmo quem é o treinador.
    Ah, sim, Tite continua treinador da seleção. E convocou Hugo, goleiro do Flamengo. De minha parte, foi a primeira vez que ouvi falar desse jogador. Mas o problema sou eu, claro.
   
   Iniesta fez o gol mais lindo do ano no Japão. Isso não tem nada a ver com o Brasil, óbvio.

domingo, 12 de agosto de 2018

VASCO DA GAMA, GANGORRA SUBTERRÂNEA




    Perder parece ser a sua sina.

    E quando vence, dá em fracasso.

    Ultimamente, marca passo.

    Mais para a frente, a ruína.