segunda-feira, 30 de julho de 2018

COPA DO MUNDO 2018 - reflexos em minha vida



  Não convidei ninguém para assistir comigo jogos da Copa do Mundo 18 por alguns motivos fortes. Um deles, é que minha tevê deu pra geniosa depois da mudança de apartamento. Mal tomava eu meu café da manhã e acionava a tecla "liga", a tela escurecia e o silêncio se instalava em volta. Que coisa. 

  Aprendi alguns macetes, ao longo do tempo, e apliquei-os com denodo. O que funcionava, sem falha: umas pancadinhas na lateral traseira do tal aparelho. De repente, a tela se iluminava...e só. Mais umas pancadas e outras. Caso a luz leitosa não derramasse imagens, recorria a métodos mais lhanos etc. Mas, creiam, as reiteradas pancadas sempre culminavam em som e imagem. Um portento. Não perdi nenhum embate, mas a confiança em promover algum encontro pebolístico aqui no ap novo se esfarinhou na primeira semana.

   E veio a certeza: vai apagar de vez na final da Copa. Mas não desanimei. Melhor a emoção da jornada que comprar uma tevê nova. Vocês viram o preço das Q, das 4K, das telas curvas e smartsX? Pois é, então, tome pancadinhas e pancadas até o desfecho  luxuoso que todos sabemos de cor. Desde então, vocês já adivinharam a conclusão, né?, minha tevê jamais deixou de me entregar som e imagem tão logo eu acione o controle. Depois dizem... 

Nenhum comentário: