terça-feira, 24 de julho de 2018

A QUEDA DAS QUEDAS




   Posto que o objetivo do Herói Quicai é ser o Melhor do Mundo, ficar de fora da relação dos 10 candidatos ao posto caracteriza um erro incontornável de estratégia. Isso porque a escolha não é ditada por estatística, mas por avaliação de grupo de pessoas votantes, por humanidade.

   Mas os defensores do status quo do Herói Quicai irão dizer que foram os 3 meses de inatividade no período que determinaram sua exclusão da lista. E fecharão os olhos para a temporada francesa em que foi ofuscado por Cavani e a famigerada Copa do Mundo, da qual saiu rolando ladeiras abaixo.

   Assim cometerão outro erro: para seguir produzindo dinheiro (o que parece ser o objetivo principal) o Herói Quicai precisa garantir e ampliar seu público de influência, aquele que valoriza sua imagem, o que ele faz e diz. Como pouco tem feito para isso como jogador de futebol, ficam suas atitudes fora de campo. E estas, ao que tudo indica, alcançam de forma positiva talvez as crianças, entre elas, as crescidinhas. 

    Outras quedas se avizinham, se o HQ não adotar mudanças radicais em sua conduta em campo: a dos patrocinadores. Todos eles estão, nesse momento, avaliando os resultados dos investimentos realizados no garoto propaganda, em função da Copa do Mundo, comparados aos números alcançados em vendas por suas marcas a ele vinculadas. Sei não, mas me parece que vem chumbo grosso por aí. Com o festivo e luxuoso auxílio do Papai.

   Ah, ia me esquecendo: soube que o HQ é finalista de um torneio de pôquer e que pode levar pra casa mais R$ 341 mil. Aí, sim, maravilha.

Nenhum comentário: