sábado, 16 de junho de 2018

COPA DO MUNDO 2018 - ventura e danação



    Aproveito o subtítulo do meu romance "Beira de rio, correnteza" para este post, depois de três dias de embates na Copa. Pois já rolou venturas tempestuosas e danações lacrimosas nas poucas partidas disputadas até este ponto.
    Infelizmente o nome que se sobressaiu até agora foi o Cristiano que quer ser Ronaldo. Faltou a vitória, mas foi uma atuação épica, aquela contra a Espanha. O áudio que rola nas redes sociais com um locutor português narrando o terceiro gol deixou o momento mais espetacular ainda. Isso é Copa do Mundo. O cara está lá, querendo tudo que ainda pode colher.
    E o outro cara, o que atende neste planeta pelo nome de Lionel, danou-se de vez com a torcida argentina: cobrou faltas na barreira como se fosse um zagueiro juvenil e perdeu um pênalti que tirou a vitória da equipe. Top top total.
    Sampaoli, o técnico da Argentina, foi outro que se estrepou hoje. Pareceu-me uma declaração de incompetência a insistência em jogar cercando a área da Islândia, tentando entrar pelo meio sem sucesso por toda a partida. Não entendi nada. A Argentina deveria tocar a bola em seu campo, chamando a Islândia, abrindo espaços, descompactando o adversário, criando possibilidade de contra-ataque ou de penetração para Messi com a bola dominada. Bateram em ferro gélido, das terras do Norte, sifu.
    Mas não creio em desastre para a Argentina. A Nigéria segue jogando solto e será facilmente batida. A Croácia oferece perigo, mas não possui um esquema defensivo como o da Islândia, vai pro jogo e perderá. Teremos Messi nas oitavas e adiante um pouquinho. Já o Cristiano, acredito que viveu tudo que podia, e merece, na Copa. Adeus, gajo!
    Não resisto: e o pé na Cuevas?

Um comentário:

Victor Seabra disse...

Rapaz... eu não subestimaria O Cristiano. Mas a equipe portuguesa parece realmente naufragar logo ali! Apesar de que em jogos eliminatórios o gajo gosta de marcar! Veremos!