quarta-feira, 27 de junho de 2018

COPA DO MUNDO 2018 - sofrer é pra quem vive



  A Alemanha... apois, parecia querer voltar logo pra casa. Os ares da Rússia, mesmo no verão, não fazem bem à memória germânica. Um dia saberemos os motivos mais próximos da verdade. Sané e Teri Stegen foram os mais lembrados. Eu lembrei do Goetze  -  não se deve desprezar heróis assim.

   Agora vamos pegar o Mexicozinho e sua única jogada. Nascerá o sol a 2 de julho, com certeza. É só não cair na manjada armadilha. É o Osório, sabe, o Osório.


      E vamos seguir com Josimar e Everaldo nas laterais. O Fagner é inteiro o novo Josimar, só não fez gol ainda. Em 86, Josimar foi chamado por conta da defenestração de Leandro, o titular, para ser reserva de Edson, que era do Corinthians. O Edson se contunde já no México e o Josimar entra, igualzinho o Fagner, e se sai muito bem, como o Fagner está se saindo. Agora, o Filipe Luís no lugar do Marcelo, essa não era esperada. Mesmo porque era o líder dessa equipe, ao contrário do Marco Antônio que, muito jovem, cagou na retranca às vésperas do mundial de 70. Vamos na torcida para o Marcelo voltar, embora o Filipe Luís tenha sido um dos melhores em campo, hoje.

     A única contrariedade que tenho em ver jogos aqui na minha nova morada  - 1o andar  -  é que o porteiro vê tudo à minha frente pela tevê aberta. Eu, via cabo, estou sempre atrasado alguns segundos. Hoje, Neymar preparava-se para cobrar o escanteio e o sujeito já gritava gol lá da portaria. Não vejo solução para o caso, não consigo ouvir Galvão Bueno.

Nenhum comentário: