Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quarta-feira, 11 de novembro de 2015

BRASILEIRÃO (10)



   Falta pouco.
   Ano passado, saudei Santa Catarina por colocar 4 times na Série A. A quatro rodadas do fim do campeonato, 3 deles estão pra cair pra Segundona. E o Vasco, cuja travessia agônica cantei aqui, ameaça ficar entre os grandes. Aliás, não garantiu sua manutenção na Série A por detalhes que tornam o futebol o esporte incrível que é. O campeão Corínthians terá papel decisivo nessa história.
   E pela primeira vez, um ou dois times poderão escapar do rebaixamento na linha dos 40 pontos, numa reta final de arrancar cabelos e provocar infartos. Não há que se queixar dos pontos corridos, o campeonato é peça inteira, semovente, em permanente fricção emocional.
   E o Vitória, na Série B, que se candidatou ao título, agora se vê ameaçado no G-4. E precisa tomar cuidado, pois pode ficar de fora do grupo que subirá. O Bahia, ah, uma pena, mas se condenou dentro da Fonte Nova. As limitações de ambos são visíveis. Mais emoções aqui também.
   Pato é a cara do São Paulo. E acho que isso diz tudo.
   Ganso é o tipo de jogador que dita o ritmo do time. Portanto, precisa de um time mediano para brilhar.
   Tenho dificuldade para entender a festa que fazem para jogadores em fim de carreira. Se fosse com objetivos de homenagem, tudo bem, mas projetando futuro na Seleção Brasileira para a Copa de 2018 me parece falta do que fazer. Há muita mesa redonda, sofá comprido e línguas soltas no futebol brasileiro.
   O Santos precisa cuidar melhor do Geuvânio, um craque que pode produzir muitas alegrias ao clube.