Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






domingo, 31 de maio de 2015

BRASILEIRÃO 2015 (6)


Costumo dizer que o Vasco deveria ser o segundo time de todo flamenguista. O Vasco tira o Flamengo dos apertos, perdendo partidas, entregando campeonatos, deixando-se furtar em campo e nos tribunais sem muito alarde. E fazendo o que fez esta semana: apiedando-se do Flamengo, na zona do rebaixamento desde a semana passada, a ponto de decidir fazer companhia aos rubro-negros. O Vasco chegou lá antes do tempo: já é o 17o. colocado, logo acima do Flamengo. E eu que já festejava uma possível draga flamenguista, agora tenho que fechar o bico, pois o Vasco está firme em seu desrumo. Isso não é impressionante?
 
Os brilhantes dirigentes insistem em afirmar que o Brasileirão só vai começar, mesmo, depois da Copa América. Bem, os menos brilhantes técnicos, por conhecerem bem os dirigentes, tocaram seus times de forma a fazerem o óbvio: somar o máximo de pontos até lá. E a rodada de hoje, a 4a. terminou com Atlético-PR em primeiro, com 9 pontos, Sport em segundo, Ponte Preta em terceiro e Goiás em quarto, todos com 8 pontos. Repararam nos egressos da série B do ano passado nesse G4 provisório? Pois é, cada qual sabe onde lhe apertam os sapatos. 
 
Os quarentões Zé Roberto e Rogério Ceni brilharam nesta rodada. O que dá a medida próxima do estágio a que chegamos no futebol brasileiro. Jogadores de 23 anos são tratados como iniciantes. Estendem para o futebol o infantilismo social a que nos entregamos há décadas. Pelé, com 23 anos, já era bicampeão mundial de seleções e de clubes e já havia sido entronizado como Rei do Futebol. Uma mixórdia, esse tempo em que vivemos.
 
PS...Foi preciso um país sem grande comprometimento com o futebol e com a Fifa para dar uma sacudida na máfia da bola. Estão tentando uma reação. Nessas horas, boto uma fé imensa em que a cadeia se atulhe desses corruptos boquirrotos e que a imundície aos poucos vá sendo afastada dos gramados. Vamos lá, dra. Lynch, porrada nessa corja!
 

Nenhum comentário: