Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






segunda-feira, 28 de julho de 2014

RESCALDO DA COPA (4)

MICO DOS MICOS:

O "É Tois" de Dilma.

No mais:

a) quando Dr. Johnson escreveu que "o patriotismo é o último refúgio do canalha", o que alguns complementam, como lembrou Pedro Bial em programa da Sportv, com "e às vezes até mesmo o primeiro", cravou uma máxima definitiva, que pode ser exemplificada de várias maneiras:
- a coisa não deu certo (qualquer que seja a coisa) mas nosso objetivo sempre foi defender os interesses da pátria;
- em nome da pátria fizemos o possível e o impossível para levar benefícios aos mais distantes rincões;
- não importa o custo final da obra, o que importa é que nosso país está agora bem servido com essa maravilha de obra de engenharia;
- tudo que fiz foi pelo bem do pais;
e assim por diante e pro fundo.

b) em nome da pátria são cometidos muitos crimes em benefício próprio. Talvez, algum dia, as obras para a Copa se revelem por inteiro;

c) em nome da pátria muita incompetência se estabelece como heroísmo;

d) em nome da pátria se busca a inocência para todos os descalabros cometidos por aquele que apela pro seu nome;

e) não, Diego Costa não traiu a pátria. Quem traiu a pátria talvez tenha sido quem afirmou tal leviandade;

f) em nome da pátria se fez e se faz muito sangue humano escorrer pela terra;

Pois, se é pela pátria tudo e qualquer coisa fica previamente justificada.

E tudo que a pátria quer, e precisa, é que cada qual cumpra seu papel, faça a sua parte, com um alto grau de comprometimento com o melhor resultado.

Um artista deve provocar a emoção em quem aprecia sua arte. Simples, assim.

Tudo isso são obviedades. Por isso mesmo, muito difícil de ser dito e compreendido, como tudo que é óbvio.

Nenhum comentário: