Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quarta-feira, 26 de junho de 2013

COPA DAS CONFEDERAÇÕES (5)


Alguém precisa lembrar ao Mr. Blatter que, em solo brasileiro, ele é um estrangeiro. Mesmo presidente da Fifa, Blatter não tem direito a palpitar sobre o quadro político-social do país que visita. Recolha-se, Mr., pare de pagar mico, cuide de seus negociozinhos.

Na partida de hoje, ficou claro que nosso selecionado teve medo dos uruguaios. Retraiu-se, temeu partir para o ataque, tocou excessivamente para o lado, errou demais, quase entregou o jogo. Deu um gol, fez besteira muita e grossa. Júlio César foi um dos brasileiros que mais tocou na bola, the man of the match.

"Eu tiraria Hulk" foi uma das frases mais pronunciadas pelos "comentaristas". Tudo indica que depois da partida de hoje Hulk sai do time. E o que parece divertido é que a torcida continuará clamando por Lucas, pois Bernard mostrou hoje muito mais do que Lucas em todas as vezes que entrou em campo.   

Tudo pode acontecer no futebol, até mesmo o óbvio. E o óbvio diz que a final será entre Brasil e Espanha. Assim sendo, não há como crer em vitória brasileira. Cravo 3 a 0 pros galegos, outro Maracanaço. Dessa vez, não há mais touradas em Madri para se cantar, mas em certos momentos vai parecer touro contra toureiro. 

Uma vitória brasileira domingo exigiria um futebol de marcação precisa e constante, como fez o Uruguai hoje, e um ataque infalível e veloz, o que não tivemos hoje. Tudo certo pra nós, tudo errado pra eles. Coisa raríssima de acontecer.

Ouvido hoje no noticiário: "...durante a baderna que aconteceu hoje em Belo Horizonte". Antes era "manifestação".

Nenhum comentário: