Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quinta-feira, 20 de junho de 2013

COPA DAS CONFEDERAÇÕES (3)


Outro mico do Blatter: o Brasil que pediu a Copa, não impusemos... Ora, Mister, impor tem sido tudo que a Fifa tem feito desde a escolha do Brasil como sede para 2014. Impuseram modelos de estádios, atropelos legais, gastos astronômicos, vexames ao Governo, ofensas ao povo, agressões a nossa cultura. A Fifa sufoca, limita, estandartiza, reduz o país-sede a um coadjuvante-escravo. Zero absoluto.

O hino nacional é símbolo e patrimônio da nação, não representa o governo mas sim o povo. Então, dar as costas ao hino, à bandeira, consiste num equívoco. Contra os desgovernos é preciso cantar o hino nacional cada vez mais alto, pois o hino nos representa, as otoridades é que não nos representam, de forma geral.

Neymar jogou muito ontem, mas continuo com os pés atrás. Não gosto de firuleiros. E quando ele xingou Hulk, a quem deveria ter passado a bola, mostrou mais uma vez que joga pra ele mesmo, sempre.

 Aqui em Salvador hoje é feriado por conta da partida Uruguai x Nigéria. Escândalo. Deve ser mais uma imposição da Fifa, porque não faz o menor sentido esse feriado: a partida não envolve a seleção brasileira e acontece à noite. Quem ganha com isso?

A Copa das Confederações existe para impor, viu Mister?, ao país-sede a obrigação de aprontar os estádios um ano antes da Copa do Mundo. Só para isso. No mais, é uma competição que poderia muito bem ser realizada em uma cidade-sede, poucas partidas em dias diversos. Essa quantidade de sedes e de viagens são um despropósito, um exibicionismo gratuito, politicagem caríssima para o bolso do contribuinte, fonte primária de renda. 

Tudo indica que Itália x Espanha decidirão essa Copa das Confederações.


Nenhum comentário: