Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






terça-feira, 18 de junho de 2013

COPA DAS CONFEDERAÇÕES (2)


O mico de Blatter: reclamou de que pessoas se aproveitam do futebol para... Ora, Mister, cervejarias, montadoras, bancos, empreiteiras, políticos, expressões máximas do nebuloso se aproveitam do futebol para seus interesses particularíssimos. Nada mais justo que o povo se aproveite do futebol não só para aplaudir mas para protestar e vaiar os verdadeiros "aproveitadores". Zero para o Mister, herdeiro de outros Misters encrencados com escândalos de corrupção.

Um grupo de jornalistas encontrou o Altair no início da madrugada do domingo, caminhando pela Av. das Nações, bem longe do estádio Mané Garrincha. Um alívio para todos. O que me deixou estarrecido foi ler alguns comentários no G1: gente ridicularizando o Altair. Depois dizem que somos um povo gente boa...

A Copa do Mundo de 2014 já superou em muito os custos da Copa de 2010 na África do Sul. Calcularam em 27 bilhões de reais. Há motivos, sim, para protestos, são gastos públicos excessivos para um evento onde quem ganha mesmo é a Fifa. Eu protesto contra os bilhões "desperdiçados" na transposição do rio São Francisco. Vou fazer minha faixa. Zero para os governos.

O Paulo Barros, carnavalesco que bolou a abertura da Copa das Confederações, declarou em rede social que nunca mais se mete com o assunto. Até ele achou o resultado uma mixórdia, embora tenha agradecido a todos os que o ajudaram na empreitada. Ao chamar a atenção para o descompromisso dos voluntários face à entrega total do pessoal das escolas de samba, da falta de tempo para mais ensaios, de não poder usar equipamentos por causa do gramado etc., Barros apontou claramente onde o pepino engrossou. O que não explica o óbvio de suas coreografias na abertura, à exceção, repito, do joguinho de bola.

O Taiti fez um gol. A imprensa estabeleceu essa grande meta para o selecionado de sandálias e comemorou mais que os jogadores: "dia histórico para o Taiti! um gol histórico! Taiti faz história!". Zero para o ufanismo gracioso e desnecessário. Zero para os galvões.

Ninguém protesta no deserto. Até os profetas retornam do deserto para suas anunciações. 

Nenhum comentário: