Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quinta-feira, 5 de julho de 2012

O time da minha filha


 
Ontem, a flamenguista aqui torceu pela vitória do Corinthians.

Bem, na verdade, não foi bem uma torcida pelo Corinthians, mas sim pela derrota do Boca Juniors, porque brasileiro que se preze está sempre torcendo contra o futebol argentino, faça chuva ou faça sol.

De qualquer modo, este post é o pagamento de uma dívida. Explico: minha filha Sarah, corintiana, com camisa roxa e tudo (não fui eu que comprei), me fez prometer que se o time dela ganhasse eu escreveria sobre isso no Papo de Arubinha

Pois bem, pago a dívida e confesso: ontem torci, gritei, vibrei pela vitória do time que representava o Brasil (contra a Argentina) na Libertadores da América. O time da minha filha. O Corinthians.

No entanto, no Mundial de Clubes no final do ano, que me perdoe Sarah, mas eu sou Chelsea. Afinal de contas, dentro do meu peito bate um competitivo coração rubro-negro.

3 comentários:

Por que você faz poema? disse...

E que eu pensava
que Corinthians e Libertadores
em uma mesma frase
não passasse de mero oxímoro.

Anônimo disse...

CAMPEÃO INVICTO!!! VAI CORINTHIANS!!!

Daniela Rodrigues disse...

"(não fui eu que comprei)" foi ótimo, M.! rsrs