Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quarta-feira, 10 de agosto de 2011

ALEMANHA 3 x 2 BRASIL

  1. MANO, O INAMOVÍVEL - Surpreende a todos a inamovibilidade do treinador brasileiro. Insiste em manter os mesmos jogadores até o final da partida, quase sempre. E quando substitui... Parece não acreditar que é possível, sim, alterar o ritmo e a disposição da equipe promovendo alterações. Ou nos jogadores que estão no banco.
  2. RENOVAÇÃO - Não entendo como levar Ralf, 27 anos, pode ser considerado renovação. Mano repete o padrão Dunga: meus amigos, primeiro. Lembrem do André Santos, na lateral, ex-corintiano também, os desastres do time. Fernandinho, quem? Fred, por quê? Luis Gustavo, desde quando? Depois de um ano de testes, o trabalho do Mano não pode ser avaliado para além de pífio.
  3. GANSO - Não pode levar a sério a seleção um treinador que deixa Ganso no banco. Daqui a pouco, Ganso nem mesmo será convocado. Como o Hernanes, que foi deixado de lado por conta de uma falta grosseira que resultou em expulsão. Marcelo, por causa de um pedido de dispensa, também não é mais chamado. E do time do Flamengo, que lidera o campeonato, ninguém é lembrado - e não insinuo aqui o Ronaldinho Gaúcho.
  4. INTERESSE - Pato, depois de sua lua de mel com "La Berlusconi"; Neymar, adoentado; Robinho, em algum lugar do passado; não poderia haver grupinho mais desinteressado em jogar essa partida. Por que insistir tanto nessa formação de ataque? Taí mais uma inamovibilidade manística. Parece mais incapacidade de raciocínio sistêmico. Convoca e escala por conta da imagem do jogador, e vamos ver no que dá.
  5. DUNGA - Este, deve estar às gargalhadas.
  6. SALVAÇÃO - Júlio César, Lúcio e Thiago Silva - a salvação da seleção. E olha que temos perdido tudo. Mas sem eles, amigos, já teríamos alcançado a condição de palhaços do futebol mundial.
  7. FORA MANO! - Sim, me alio à campanha. E que seja logo, a tempo de um novo treinador recomeçar o trabalho em melhor base. Sou mais Joel Santana, com sua prancheta folclórica e linguagem histriônica.

Um comentário:

Daniela Rodrigues disse...

É como estão dizendo por aí: "contagem regressiva para a Copa de 2014... faltam 3 anos, 12 estádios, alguns aeroportos, 1 técnico, 1 seleção..."