Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quinta-feira, 30 de junho de 2011

COULIBALY

  1. Esperei para ver no que dava. Fiz certo em esperar. Mas até os 25' do primeiro tempo do jogo contra a França, Coulibaly havia marcado nove gols no Mundial Sub-17. Os nove gols marcados pela Côte D'Ivoire. Nem o mais fantasioso dos jogadores sonharia com um feito desse porte.
  2. Ninguém jamais fez igual ou parecido. Nove gols, todos os gols marcados por uma seleção. Ai veio o Diarrassouba e fez o dele, quebrando a incrível série de Coulibaly.
  3. E ao final a partida, a França tirou os marfinenses do Mundial, num inesperado 3 x 2. E lá se foi o Coulibaly com seus nove gols.
  4. Coulibaly. Um nome forte, sonoro, escorregadio, uma corridinha seguida de uma batida seca, rede, Coulibaly. Impressionante pelo feito, mas apenas um atacante veloz e oportunista.
  5. Costa do Marfim provou, mais uma vez, que a exuberância do futebol africano tem na base mais espalhafato que competitividade.
  6. E Coulibaly? Ainda teremos notícia dele?

Nenhum comentário: