Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






quinta-feira, 16 de junho de 2011

CORDIALIDADE IDIOTA

  • O Peñarol apresentou reclamação formal contra o Santos. Em especial, contra atitudes de Muricy e as simulações de Neymar. O Peñarol partiu para o ataque. E a melhor defesa é o ataque.
  • E nossa cordialidade idiota retorna pra casa, achando que está em vantagem na disputa da final da Libertadores.
  • Muricy reclamou da arbitragem parcial e canalha do Amarello. Neymar foi agredido pelos jogadores do Peñarol durante toda a partida. Foram pontapés, socos nas costas, tapas no rosto e nas chamadas partes baixas. Só quem não viu foi o Amarello. Que foi logo sacando o cartão para Neymar no começo do jogo. E fazendo ameaças de expulsão ao jogador durante a partida. Deixo claro que prefiro acreditar no que vi na tevê e no que disse Neymar.
  • Como é que o Santos não formaliza reclamação contra aquela arbitragem? Por que é que o Santos não exige arbitragem norte-americana, canadense, australiana, africana (acho que a europeia deve sair caro). Qualquer árbitro que não seja sul-americano. Já escrevi aqui sobre essa praga asquerosa que persegue os times brasileiros na Libertadores. Parcialidade, conivência com a violência, cegueira, e agora ameaças. Como vencer uma Libertadores, assim?
  • A tão propalada cordialidade brasileira é anticidadã, uma postura idiota, no fundo, no fundo, arrogante.
  • Se facilitar, o Peñarol consegue mudar o local do jogo final, punir Muricy e Neymar com o afastamento da partida e escalar um árbitro torcedor aurinegro desde o útero materno.
  • Ah, somos gente boa, somos uns abestados. Tá todo mundo em Santos achando que a Libertadores tá no papo.

Nenhum comentário: