Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

MUITÍSSIMO GRATO, RONALDO!

  1. Fontaine teve carreira curta. Mas deixou seu nome na história do futebol com a marca de 13 gols em uma só Copa do Mundo, a de 1958. Desde então vive cercado pelo carinho e respeito do povo francês.
  2. Ronaldo teve uma longa carreira, interrompida duas vezes por contusões sérias. Foi campeão do mundo duas vezes, vice-campeão uma vez, e é o maior artilheiro de todos os tempos em Copas do Mundo, para dizer o essencial.
  3. Sabemos agora que, além das duas contusões no joelho direito, Ronaldo sofre de hipotireoidismo. Uma doença, como ele disse na coletiva, que exige hormônios em seu tratamento, o que é incompatível com a atividade profissional no futebol. Lutou quanto pode para continuar jogando. Mesmo doente (simplesmente gordo para quase todo mundo) viveu dois grandes momentos no Coríntians: o campeonato paulista de 2009 e a Copa Brasil do mesmo ano, dos quais saiu campeão e autor de gols antológicos e decisivos. Em 2010, jogando pouco mais de 20 partidas, ainda fez 12 gols.
  4. Mas nós somos brasileiros, qué-que-há!, tá pensando o quê? Nós somos espertos, com a gente ninguém pode, malandro aqui tem que ralar, é ruim, hein?!
  5. Assim, ao voltar para encerrar a carreira no Brasil, Ronaldo recebeu o epíteto de Gordo e passou a ser lembrado pelos seus equívocos ou preferências humanas, demasiadamente humanas, tomadas ou adotadas em sua vida pessoal.
  6. Ao anunciar o fim de sua carreira, estou certo de que, neste momento, a caterva comemora, tirando sarro do Gordo, dizendo "já vai tarde!", "tá pensando que o Coríntians é spa?", "aqui né casa da sogra, não?", "vai pegar traveco em Paris!", e coisas semelhantes.
  7. Porque nós somos brasileiros, somos fodões, os mais espertos do mundo, etc e tal, ninguém nos passa a perna, aqui é nóis, meu! Meu pirão primeiro, qualé!
  8. Ronaldo legou à história do futebol páginas da mais expressiva beleza. Três vezes foi eleito melhor jogador do mundo. Visitou o inferno dos atletas por duas ou três vezes e de lá voltou para continuar sua saga. Desacreditado, realizou o épico dos verdadeiros heróis na Copa de 2002, por si só um feito insuperável.
  9. Fontaine tem numa rua parisiense a casa de número 13, o de sua camisa em 1958, onde recebe visitantes e jornalistas, ainda hoje, e guarda as relíquias de sua curta carreira.
  10. Ronaldo tem a sorte de ter jogado no PSV Eindhoven, Barcelona, Internazionale, Real Madrid e Milan, clubes que honram os craques que vestiram suas camisas. Restará a Ronaldo gozar as homenagens que esses times provavelmente farão a ele a partir de agora, se já não o fazem em salas reservadas às suas glórias. Porque aqui só mereceu chacotas, ofensas, infâmias e, por fim, agressões e ameaças da Fiel corintiana e o ódio da urubuzada flamenguista. E talvez só venha a receber isso mesmo ou quetais.
  11. Quanto a mim, digo o que posso: "muitíssimo grato, Ronaldo!" pelos inúmeros momentos espetaculares que tive a alegria, o prazer e a emoção de vê-lo construir em campo. E faço aqui esta pequena homenagem ao mais genial centroavante que vi jogar, Ronaldo Fenômeno, com todo respeito a Romário e Reinaldo.
  1. Imagem: Bol Imagens

Nenhum comentário: