Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






domingo, 30 de janeiro de 2011

BOBOL

  1. Nome não joga futebol. Os clubes não deveriam contratar nomes, portanto.
  2. O Vasco é tão azarado que Ronaldinho Gaúcho não entrará em campo hoje pelo Flamengo.
  3. A final da Copa São Paulo provou mais uma vez que o Flamengo é mesmo o time "quase perde".
  4. Aqui em Salvador não há mais Clube Espanhol nem Clube Português, o fim das colônias. Parece que chegou a vez dos clubes de futebol coloniais.
  5. Também querem demais dos craques vascaínos: que joguem bola em pleno verão carioca.
  6. A draga vascaína começou quando São Januário tornou-se sede do rúgbi brasileiro. Foi isso.
  7. A arrogância do Tite lembra muito Dunga "Por onde anda com tanta zanga?".
  8. Tá na cara que o Tite quer acabar com a carreira do Bruno César. O mesmo que Zagalo fez com Giovanni, em 1998: escalar o 10 como ponta direita fixo. Cabe processo ao Coríntians, por perdas e danos.
  9. Até agora não entendi o autossequestro do Somália, do Botafogo. Terá sido apenas marketing pessoal? Se vira moda, será a única maneira dos craques vascaínos aparecerem na mídia.
  10. O gol japonês do título da Copa da Ásia está no páreo de mais bonito do ano.
  11. Os hermanos indicaram Goeber (o dos gols contra) para a seleção e chamaram Neymar de Neymaradona. Ou seja, estão mais do que ligados no futebol brasileiro.
Imagem: Bol Imagens

Um comentário:

Mayrant Gallo disse...

Ótimas e bem humoradas reflexões, Carlos! E o Vasco já vai perdendo de 2 x 0...