Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






sábado, 13 de novembro de 2010

CONCA VERSUS MONTILLO

No futebol, os críticos vivem conforme a maré. Estão sempre palpitando a favor do time que está na frente ou, se têm oportunidade, demonstram sua preferência e sua paixão. Recentemente, li na internet o texto de um crítico, no qual ele revelava, textualmente, que, perguntado quem era o craque do campeonato brasileiro, respondera: "Conca está melhor, mas prefiro Montillo". Ora, perguntavam-lhe quem era o craque, o melhor jogador da competição no momento, o mais regular, daí por diante. Não o mais completo, com atributos mais agudos e refinados ou aquele que, no nosso time, seria escolhido em detrimento do Conca. Isso é confundir as coisas. Não é para votar no nome ou no talento, mas no desempenho. E, desempenho por desempenho, o de Conca é melhor, mais regular, mais coletivo e decisivo. No Cruzeiro, o time trabalha para Montillo, e é por isso que ele faz mais gols. No Fluminense, Conca trabalha para o time. É o maestro, enquanto Montillo talvez seja o solista.

Nenhum comentário: