Momento

TORCER PODE RESULTAR EM OBRA DE ARTE (fico devendo a referência)






sábado, 17 de abril de 2010

A maldição de Arubinha

Em 1937, depois de ver seu time perder para o Vasco da Gama por 12 a 0, Arubinha enterrou um sapo com a boca costurada no campo do adversário e lançou a maldição: "Que o Vasco não seja campeão por 12 anos!" Nos anos que se seguiram, a maldição parecia se confirmar. O Vasco, apesar de contratar os melhores jogadores e formar excelentes equipes, não ganhava nada. Dirigentes e torcedores começaram então a cavar o gramado em busca do maldito sapo. Em vão. Por onze anos o Vasco amargou o jejum. Até que em 1945 voltou a erguer uma taça. Estava encerrada, com um pequeno desconto, a maldição de Arubinha. Pois Arubinha está de volta! Não com um sapo, mas com um papo. O Papo de Arubinha, um blogue no qual Carlos Barbosa (Vasco), Daniela Rodrigues (Astro), Elieser Cesar (Bahia), Mayrant Gallo (Fluminense) e Tom Correia (São Paulo) escreverão sobre futebol e literatura. Boa sorte, cambada! Nos jogos e nas palavras!

Nenhum comentário: